Carrinho

Seu carrinho de compras está vazio
Visite a loja

Facebook

Pagamento

Posts

Lugares

Lisboa - Seixal Lyon, França, TGV (o trem de alta velocidade)

1. Filosofia humanística

humanismoSem nenhuma pretensão, creio que a filosofia humanística deve ser criada, e não ser só um ramo da filosofia. A razão é que o humanismo é uma matéria muito pouco comentada ou procurada pelos filósofos ou outro qualquer ramo das ciências, pois é uma matéria que só diz respeito à espiritualidade, e daí o pouco interesse por ela; pois como diz um dos meus amigos “intelectuais”, não dá dividendo! Realmente não conheci nenhum filosofo, incluindo os religiosos, que se interessasse por humanismo, como se religião e humanismo não devessem andar juntos.

Adoro confessar a minha ignorância, e com isso mostrar que existe um Cosmos, ou alguém que me guia. Acabava de escrever, “como se religião e humanismo não devessem andar juntos”, e, poucas noites depois recebo inspiração, e a base de TODAS as explanações que darei sobre a filosofia humanística. Continuemos, pois, pensando, meditando, analisando, sem levar em consideração a possibilidade do acatamento ou não, por vocês, das VERDADES ditas com simplicidade e franqueza, onde a lógica é o forte.

PRINCIPIO: de acordo com TODAS as informações, passadas pelos compêndios, o homem, religioso ou não, nasceu bárbaro, na máxima expressão da palavra; tanto os homens reais, das cavernas ou os homens da Bíblia, Caim e Abel. Analisemos agora, sem pretensões ou objetivos delineados por nós em defesa de nossas tendências religiosas ou históricas.

Antes de TUDO, chamo a atenção para o fato, de que, para mostrar o que sabemos e ao mesmo tempo procurar não ofender ninguém com nossas declarações, é melhor não continuar, pois nossas escritas serão vazias e insípidas, até para nós mesmos.

A minha tese – que por mais que não queira revelar por vários motivos, incluindo as pressões inerentes ao meu conhecimento de tudo através de livros e mestres, não poderia deixar de falar sobre ela – é que não somos filhos de DEUS! Pelo menos do DEUS que todas as religiões apregoam, como o representante maior de Amor e Justiça,

É tão simples chegar a essa conclusão, como somar “um mais um e chegar à conclusão, dois!”.

O estudo do humanismo, que para muitos, como no dicionário da língua portuguesa de Michaelis, é a definição da humanidade, não foi aceito por mim; pela lógica de que, a “humanidade” poderia ter outra significação, já que desde o principio demonstramos ser desumanos. No mesmo dicionário a palavra “humanidade” é descrita como “sentimento de clemência de um ser por outro, ou compaixão”.

Armando Costa Rocha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *