Carrinho

Seu carrinho de compras está vazio
Visite a loja

Facebook

Pagamento

Posts

Lugares

Finlândia Pedra Azul - ES - Brasil

Crônicas

CRÔNICAS RUSSAS;  Eu amo a Rússia!

É uma verdade reconhecida por mim há muitos e muitos anos quando ao sentir, em especial a música de Tchaikovsky, chorava de emoção.

Sempre procurando compreender a sua música em seus acordes, a profundidade de seu sentimento nascido naturalmente nessa terra, onde o sofrimento, mesclado com o AMOR, fez a mente humana adquirir uma vibração além da imaginação de meros mortais.

Sim, aqui…, na Rússia, se criou situações mescladas com as vibrações de seu povo, e outras coisas mais (naturalmente), que fez nascer fatos e feitos não encontrados nos outros povos.

Vim à Rússia porque tinha que vir. Estou na Rússia porque tenho que estar. Assim como estou escrevendo, porque o que sinto transborda por todo o meu ser, e tenho contato indescritível e inimaginável com o espírito desse povo.

Sinto o povo russo, não na transmissão por palavras da Segunda Grande Guerra, considerada como a Guerra Patriótica, mas nas vibrações emanadas por ele, onde se mescla AMOR e orgulho por sua terra.

O que sinto aqui não pode ser descrito em simples palavras, que apesar de minhas tentativas, não exprimiram a mínima fração do que se passa comigo relativo ao sentimento profundo que esse povo transmite.  

Mesclo por isso ao que sinto, inspiração de leitura de Tolstoi e outros pensadores russos, mas…, muito mais, no que as músicas me transmitiram, em especial as de Tchaikovsky e Rachmaninov.

Ontem conheci parte de juventude russa, nas diversas pessoas que encontrei, onde pude sentir a vontade que eles têm em proporcionar a sua terra, pátria, ou qualquer outra coisa que exista aqui, o que eu, na minha curta experiência, não sei definir.

Mas,…algo existe!

E esse AMOR, nunca antes declarado à Rússia, faz parte do mistério de minha existência, e TUDO farei para saber as razões e os porquês!

Armando Costa Rocha

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *